Soraya Thronicke 177 - Senadora | Propostas
364
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-364,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,side_area_uncovered_from_content,transparent_content,qode-theme-ver-16.8,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Igualdade entre todos os brasileiros, respeitando estritamente a medida das desigualdades com a mínima interferência do Estado nas questões privadas dos cidadadãos.

Segurança jurídica, interferência restrita à legalidade entre os três poderes, com o máximo de respeito às suas autonomias.

Na economia: estado mínimo, livre mercado, imposto único, diminuição de impostos, desburocratização e aplicação da Curva de Laffer.

Promover o intercâmbio de melhores políticas públicas com Estados estrangeiros.

Na educação, conseguir verbas para a construção de colégios militares e trabalhar na implantação de um sistema de voucher escolar para a utilização em colégios privados, escolas bilíngues de período integral, ensino médio com cursos técnicos, Escola Sem Partido e sem ensino com ideologia de gênero.

Fomentar a tecnologia nas Universidades por meio de doações privadas.

Criar campus tecnológicos em todas as capitais e implementar liceus para o oferecimento de cursos técnicos profissionalizantes.

Incentivar pesquisas em todas as áreas e priorizar a qualidade do ensino de base.

Na saúde: descentralizar o atendimento, criando polos regionais e implantar o sistema de voucher para utilização na rede privada.

Na previdência: instituir um sistema de capitalização e livre escolha da instituição financeira.

No trabalho: priorizar a liberdade de contratação, permitir o trabalho por hora, liberdade quanto ao recolhimento do FGTS e escolha de sua aplicação.

Nas questões fundiárias: tornar crime de terrorismo as invasões de propriedades, bem como impedir o ingresso do invasor em projetos de reforma agrária, inserir os indígenas no mesmo sistema, de modo que adquiram a propriedade da terra, fomentar a produção agrícola familiar.

Resgatar a segurança jurídica da propriedade privada.

Nas licitações: implementar a cláusula de performance bond, consistente na contratação de seguro para garantir que a obra ou serviço sejam entregues no prazo e na qualidade avençadas.

Na gestão: primar pela economia, com a diminuição do tamanho da máquina pública, sistematizar a produtividade dos servidores; Vender, administrar e destinar patrimônio público ocioso: são pelos 13.590 dos 572.161 imóveis cadastrados, além de bens móveis (a exemplo do excesso de carros), que podem ser usados para pagar dívidas a princípio e satisfazer necessidades sociais.

Privatização das empresas estatais e de economia mista, venda de imóveis e outros passivos.

Apoio irrestrito à todas as medidas que visem extirpar a corrupção, implementando sistemas de países que lograram êxito, extinguindo privilégios dos agentes públicos (manter equiparação com cargos equivalentes da iniciativa privada), diminuir números de cargos, verbas de gabinete, o limite de cartões corporativos, dentre outros, implementando transparência extrema nos gastos públicos.

Intensificar as penalidades para os eleitores que vendem seus votos.

Na segurança, quanto ao sistema penitenciário, os condenados deverão trabalhar e o salário será dividido entre três ou quatro partes, de acordo com cada caso: uma parte para custear a estadia, outra para indenizar a vítima, outra para pagar pensão alimentícia (quando for o caso), e outra para fazer uma poupança para quando entrar em liberdade. Valorizar as polícias civil e militar. Blindar as fronteiras. Incentivar a criação e a expansão de unidades de policiamento. À favor da diminuição da maioridade penal para 16 anos. Contra o desarmamento. Contra as saídas esporádicas do presídio para datas festivas.

No MS: trabalhar junto ao governo federal pela estrutura das polícias federal e rodoviária federal, construir uma delegacia da PF em Ponta Porã, um estudo de impacto da segurança pública em Porto Murtinho, investimento contínuo no SISFRON.

Continuidade de vinculação aos programas sociais como o bolsa família à participação de um membro familiar a curso técnico especializante ou de capacitação, dentre outras responsabilidades, e o benefício terá prazo determinado conforme cada caso concreto.

Fomentar a logística do MS, com a viabilização da rota transoceânica e de portos secos intermodais.

Ampliar fortemente o potencial turístico do Mato Grosso do Sul.

Tornar o MS economicamente mais competitivo do Brasil.

Dentro da reforma política, projeto de lei que proíba os institutos de pesquisa de colocar presidiários entre os pesquisados, projetos que facilitem a renovação, no sentido de que haja paridade na concorrência eleitoral, voto impresso e máxima transparência e segurança na lisura das eleições.

Valorizar e preservar a família como o seio da sociedade. Contra o aborto.